quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Breath

Exauridos um do outro nos comprometemos a emudecer nossos lábios ainda umedecidos de nós mesmos.  A grandeza trocada pelos nossos corpos atingiu o cume do que pudéssemos um dia supor fartar-nos.
Sinto-me cheia, não de palavreado juvenil com sinônimo de cansaço, apenas, deleitosa.

Lembro-me quando exercemos o protótipo do conveniente a sociedade, tudo fica à mercê do abismo num fração assustadora. Minha respiração fica controlada, minha fala mansa, meu corpo leve, como se a proximidade tivesse de ser forçada.

Asfixiada do calor compartilhado, recheados de truques performáticos do que nos forma, gravo aqui o âmago trocado.

Escrevi ouvindo - Sambinha Bom - Mallu Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário