quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Só mais uma mentira.


Eu ouvi uma mentira e acreditei sabendo que não era verdade para me satisfazer e me sentir tão real quanto as outras que já se deixaram passar pelo mesmo caminho que me submeti entrar.
Depois de vários e diversos questionamentos me cansei, senti algo que vai além do cansaço físico e mental, talvez seja a preguiça enrustida que deixo guardada quando as coisas perdem o sentido, a graça, o encanto.
Deixei passar então, deixei de procurar, deixei de querer procurar, não por falta de vontade, sei que sempre o desejo de tocar no caminho já pisado, e nas teclas já desgastadas por outros polegares é algo típico de mim, mas deixei estar porque já era tudo igual a antes.
Hoje acordei com a posição de visão daqueles que estão de fora, tomei a liberdade de sentar na primeira fileira e descobrir se ainda vale a pena ser essa que sabe que algo tem que ser mudado, pois ela ouviu algo que não era verdade, era mentira?
A convicção que tanto tenho - quero tirar uma prova real - resultados exatos e tempo não desperdiçado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário